segunda-feira, outubro 10, 2005

10 de Outubro, Dia Mundial Contra a Pena de Morte



Comemora-se hoje o Dia Mundial contra a Pena de Morte. Segundo o relatório da Amnistia Internacional, são ainda cerca de 75 os países que aplicam a pena capital, havendo ainda mais cerca de 20 que, embora seguindo uma política de tendência abolicionista, a prevêem nas suas legislações.

De entre os países que mais aplicaram a pena de morte em 2004, destacam-se a China, o Vietname e os Estados Unidos da América.

Lembro-me que, quando fiz o chamado exame de admissão à velhinha Universidade Livre de Lisboa, para entrar no curso de Direito, a pergunta que me calhou na prova livre (ou de Cultura Geral, já não me recordo) foi precisamente se concordava com a aplicação da pena de morte, e porquê. Ora, sendo eu de extensa verborreia na palavra escrita, devo ter enchido 4 ou 5 páginas com a minha condenação veemente em relação a tal prática. Tinha 19 aninhos... E achava que o mundo devia ser uma paleta de cores onde predominava o cor-de-rosa das lentes com que ainda o via.

Hoje... Passados quase 25 anos sobre aquela prova.. Já não tenho assim tanta certeza. Sou mãe. A minha filha é o bem mais precioso, é a minha vida e todo o meu mundo. E dou por mim a pensar que... Se calhar... Se alguém lhe fizesse mal, eu estaria entre as primeiras a exigir a mesma pena de morte, que então condenei, para a mão que a magoasse ou destruísse. A minha capacidade de perdão vai tão somente até onde acaba a segurança e a integridade física e mental do meu rebento.

Seremos todos assim? Dois pesos e duas medidas? Defenderemos os nossos ideais só até ao dia em que os mesmos possam ameaçar aqueles a quem amamos e que são todo o nosso mundo? Será isto hipocrisia ou tão só realismo?

Alguém um dia disse que não estaria disposto a morrer pelas suas ideias porque, afinal, até podiam estar erradas. Subscrevo e assino, mas nem por isso deixo de condenar uma prática bárbara e injusta como a pena de morte. Mesmo que nos dois pratos da balança das minhas convicções se antagonizem essas mesmas convicções e os meus instintos mais primitivos.

Não é um mundo perfeito, este em que vivemos...

Maria, 2005/10/10

6 Comments:

At 10:04 da tarde, Blogger papagaio said...

pois eu tambem acho que quem mata devia de morrer nao me lixem um gajo saca duma arma e meia duzia de gajos que passam na rua levam com ela,depois é maluco é isto e prontos ta ca fora.eu pessoalmente sou a favor da pena de morte dente por dente olho por olho

 
At 8:57 da manhã, Anonymous charlie said...

Pelo direito somos todos contra a lei.´
Pelo direito à nossa sobrevivência, todos sem excepção somos capazes de fazer uma ilegalidade.
Matar outro ser humano é ilegal, mas se for a única solução para nos mantermos vivos.....

 
At 2:27 da manhã, Blogger Uxka said...

Maria, é isso mesmo... também sou e serei sempre contra a pena de morte, mas não toquem nos meus meninos! Acho que seria pior e mais cruel do que qualquer criminoso e é isso que me assusta em nós, somos uma faca de 2 gumes.

 
At 10:26 da manhã, Anonymous SHortbow said...

eu sou contra a pena da morte, sempre fui e sempre serei... entenda-se a pena da morte legislada e aprovada por lei...
recentemente ouvi um falatório que o namorado da minha irmã andava a lhe bater...
senti algo que nunca tinha sentido antes... acalmei-me e procurei uma confirmação...
garanto que se tivesse sido verdade não teria sido bonito... não não teria sido bonito... felizmente foi apenas boato fruto de um mal-entendido...

continuo a dizer. sou contra a pena de morte legislada... é muito fácil, muito simples... eles fazem coisas terriveis marcam vidas para toda a vida, e são colocados na cadeira, ou levam uma injecção e acabou...
cá para mim trabalhos forçados para toda a vida (dure ela o que durar...) e tem a vantagem que se no futuro se verificar que se fez um erro, há maneira de voltar-se atrás... e talvez compensar a vitima do erro...
e entretanto... o dito cujo sofre um pouco do sofrimento que infligiu, a todas as pessoas directa e indirectamente... chamem-me sádico mas acho que trabalhos forçados is the way to go...
Maria, acho que neste assunto afinal tb sou apaixonado:))

p.s. as melhoras

 
At 4:03 da tarde, Anonymous matahary said...

Sou contra a pena de morte. Precisamente porque sou mãe.
[Há sempre os dois lados da moeda, não é? ;)]

 
At 1:12 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Também eu respondi a esse tema no exame à saudosa ULivre. Mas tal como ontem, ainda acredito no valor da vida, seja ela de quem for.

 

Enviar um comentário

<< Home





my pet!


referer referrer referers referrers http_referer
Web Site Counter
Counters