sábado, novembro 12, 2005

As Ostras


Texto (e imagem) roubados indecentemente do blog "Deu-me para Isto..." ( http://dojaya.blogs.sapo.pt/ ): Eu sabia que as ostras eram especiais, mas TÃO especiais...

A Ostra...

Admitimos: relacionar a anatomia das ostras com a nossa, a do "homo sapiens", é um pouco exagerado. Mas há evidências de que, num passado infinitamente longínquo, fomos aparentados com este crustáceo trepador de rochas. Isto até a um momento crítico da cadeia evolutiva original em que elas se afastaram para se converterem em pequenos corpos de carne dentro de uma concha, enquanto nós flectíamos os nossos polegares e seduzíamos as mulheres batendo-lhes com ossos de bisonte.

Pergunta de algibeira: Sabia que as ostras começam a sua vida como machos, mudam para fêmeas e, ocasionalmente, voltam a ser machos, fenómeno conhecido como "hermafroditismo protandria"? Moral da história: uma ostra adapta-se continuamente àquilo que a mãe natureza lhe oferece, cresce e sobrevive.

Fantástica a forma como a nossa mente funciona... Tinha de haver uma razão qualquer para a Maria gostar de ostras!

2 Comments:

At 10:21 da manhã, Anonymous charlie said...

Olha tás a ver...
O Nelo deve ter genes de ostra...

 
At 8:06 da tarde, Blogger Maria vai c'as ostras said...

O Nelo é mesmo um "ostro" muito esquisito, mas secalhar tens razão, Charlie: deve ser dos genes... Jinhos, volta sempre!

 

Enviar um comentário

<< Home





my pet!


referer referrer referers referrers http_referer
Web Site Counter
Counters